Linhas de Pesquisa

I. Diferença, Poder e Epistemologias

  • Esta linha de pesquisa se volta para projetos de investigação focados na interface dos campos da Antropologia, Identidade, Poder e Conhecimento. No campo da Antropologia e Identidade, estudos sobre os marcadores da diferença (raça, etnia, gênero, classe, sexualidades e idade) e direitos humanos. No exercício das investigações, os pesquisadores desse campo se confrontarão com as estratégias de inserção e relações de poder que circundam os sujeitos sociais envolvidos. Na articulação entre Poder e Conhecimento estão dispostos trabalhos que envolvam reflexões sobre processos de descolonização epistemológica (colonialidade/decolonialidade) e as Epistemologias do Sul. Enfatizam-se, ainda, metodologias comparativas que permitam reunir uma compreensão do local, regional, nacional e transnacional em suas variadas manifestações geográficas e históricas, em especial no trânsito entre Brasil e países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP).

 

II. Narrativas, Simbolismos e Emoções

  • Esta linha de pesquisa é composta por investigações que se voltam à interface, no campo da antropologia, entre narrativas, simbolismos e emoções. Esta seara é articulada com uma série de questões ligadas às performances rituais e artísticas, ao audiovisual, à linguagem e seus diferentes meios semióticos, às cosmologias e religiões, aos sistemas de classificação e às rotas das emoções e dos conflitos em distintas redes de sociabilidade. As pesquisas recortam uma variedade potencial de objetos e temas, tais como: cidades, redes, afecções e conflitos; representações, valores e instituições sociais; cinematografia, fotografias, artes visuais e mídia; museus, patrimônios e objetos-artefatos; poéticas, escrituras e estéticas; mnemotécnicas, cosmologias e sistemas simbólicos. Os fenômenos e problemas enfrentados, pelos pesquisadores, são arrolados em diferentes escalas de modo a permitir o deslocamento analítico e empírico em espaços multissituados – local, alhures e translocal.